Figurante


Hoje, dia 06/04/12. à noite, dei-me conta que havia uma figurante entre os participantes do Gran Hermano da Espanha. No Brasil ocorreu algo semelhante, só que a própria participante era quem se sentia como uma figurante entre os colegas. Ela tinha problemas de baixa estima em relação a si mesma. Do mesmo problema sofre uma concursante do GH12+1. No entanto ela luta bravamente contra isso.

Ariadna tem sido sistematicamente escamoteada do público da internet que assiste ao canal 24 horas ao vivo (Mitele). Há ai claramente uma estratégia de marketing da emissora visando subir a audiência. É a velha estória: O que importam são os altos índices de audiência e a consequente subida da renda advinda dos anunciantes. Ou seja, grana, lucro. Os pobres concursantes que se danem, os internautas que se lixem. Os interesses do povo e suas paixões, preferências e simpatias não importam mais que o deus Lucro, todo poderoso e senhor das mentes dirigentes e abastadas. É claro que interessa que a Marta seja quem irá derrotar a Sergio ou este àquela. Porquê deveria ser a apagada Ari quem deveria ser a protagonista dessa disputa? Não há interesse. Disputa fácil não dá audiência. É necessário escondê-la para que a esqueçam nas votações, ou não tenham argumentos para nela votarem. Como dizem os espanhóis: tonga, tonga. A madrilenha tatuada já deu o que tinha que dar. Não vale a pena gastar vela com esse defunto. Ela até que não é feia por dentro ou por fora, apesar da profusão de tatuagens. Mas, cadê as pérolas dela ou as suas opiniões? Eu conseguí ver apenas uma delas, talvez por um cochilo do cortador de imagens ou do diretor de vídeo!

Ari vem nominando a Marta desde a sua entrada na casa, em nada menos de 6 vezes. Nas outras vezes foram nominações em positivo ou tentando desfazer o casal Aless-Noemi. Isto demonstra preconceito e perfídia. Marta somente a nominou nas últimas 3 nominações, porque percebeu que estava sendo nominada por Ari continuadamente e precisava livrar-se dessa inimiga gratuita. Quando a Marta reclamou por ter sido nominada sem razão por um dos participantes, o comentário de Ari foi: por quê estais tão revoltada? Acaso não nominas também? (essa é a melhor tradução que consigo fazer para ser fiel à motivação de Ari). A grande diferença é que Marta vota em quem a nomina e estas são Ari e Noemi, a qual também já nominou a cidadã de Albacete em 7 ocasiões. Essas duas inimigas de Marta, parecem pressentir o perigo que a rapariga representa para elas no jogo, além de converter-se num escudo para Pepe em relação às investidas das duas. Para derrotar um inimigo, comece enfraquecendo-lhe a sua retaguarda. Isto é jogo puro, planejado com esmero, executado com frieza e precisão cirúrgicas. As duas jogadoras não perdem por esperar o veredito da audiência quando perceberem o jogo delas, maldoso, frio, arquitetado com requintes de crueldade. Quando desejam queimar o filme da menina-mulher, dizem pelas costas que ela é uma mulher passando-se por criança e quando querem baixar a auto-estima dela lhe falam que ela tem atitudes de criança. Coisa ambígua, para não dizer desalmada. Essas são as atititudes dessas duas maquiavélicas mulheres, sem falar de seus horríveis defeitos de caráter, pessoais. Sentem uma injustificada inveja da juventude e frescor da, assim considerada intimamente por elas, rival.

A figurante dessa semana não deverá pisar ou sentar por muito tempo no banco vermelho da sala de expulsão, graças à atuação de Súper ou seja lá quem for que comanda o programa diretamente dos bastidores. Esse mesmo vício acontece no Brasil e quero crer que também ocorre em todos ou quase todos os programas RS (Reality Show) ao redor do mundo. No Brasil eu tenho percebido que até os anunciantes interferem nas tramas segundo suas preferências ou interesses (leia-se lucros e fatias de mercado).

Advertisements